A Revolução no tratamento da Pele


Laser

com a inovadora tecnologia aplicada ao método de “resurfacing”, remover lesões dermatológicas e assistir a uma rápida regeneração dos tecidos é garantido. 

Rugas, envelhecimento da pele devido ao sol, cicatrizes de acne e varicela, alterações da pigmentação ou certos sinais estão entre os exemplos de lesões dermatológicas que atualmente podem ser reparadas segura e rapidamente num consultório, em regime ambulatório. 

O laser fracionado distingue-se do convencional, uma vez que um “scanner” forma pequenos quadradinhos, deixando minúsculas ilhas entre a pele não danificada e a lesionada. Assim, a regeneração dos tecidos é mais rápida uma vez que o laser vaporiza os tecidos, aspirando as partículas a remover. 

Se o objetivo é rejuvenescer o aspeto da face, como nos tratamentos anti-rugas e de envelhecimento pelo sol, o laser é aplicado em toda a face. 

No caso de lesões localizadas, como por exemplo sinais, manchas ou cicatrizes de acne, o laser é aplicado diretamente e sem o “scanner”, apenas durante alguns segundos sobre a área a tratar e com um diâmetro de actuação e potência adequados à profundidade da lesão. 

A grande mais-valia é a rapidez da regeneração dos tecidos, pelo que o tratamento não interfere com o dia-a-dia normal do paciente. O aspeto da pele é perfeitamente aceitável para sair à rua, ir trabalhar e retomar a rotina. Há apenas que ter em conta alguns cuidados. Manter inicialmente a zona tratada fria, com gelo, aplicar um gel calmante e usar protetor solar na rua ao longo da semana seguinte. Se é natural surgir vermelhidão após a aplicação do laser, no dia seguinte começam-se a formar micro-crostas, mas tão diminutas que a pele fica simplesmente com um aspeto bronzeado. 

 

Lifting biológico e mecânico – fios tensores à medida que envelhecemos os tecidos perdem consistência, diminui a gordura facial e a estrutura de suporte subjacente torna-se flácida. 

As principais áreas que sofrem esta flacidez são as bochechas, o contorno ocular e o decote. 

O lifting biológico e mecânico, autoinduzido por fios é uma técnica não cirúrgica que melhora a flacidez gravitacional. Não são necessários cortes nem suturas na medida em que os fios são introduzidos de forma indolor nas zonas a tratar. Para pessoas com sinais de flacidez manifestos trata-se de um tratamento reparador, enquanto que nas mais jovens com os primeiros sinais de ptose é um procedimento preventivo. 

O mecanismo de ação dos fios é duplo: biológico e mecânico. A técnica consiste em introduzir e ancorar uns fios debaixo da derme para produzir uma tração da pele que corrija a flacidez e as rugas profundas provocadas pela queda dos tecidos. Ao inserir os fios estes condicionam um efeito imediato por tensão e posteriormente uma melhoria biológica. Não há necessidade de ficar em casa pois as marcas nos locais de incisão são praticamente impercetíveis. A técnica é segura, não existindo risco de rejeição na medida em que os fios são de polidioxanona, uma substância desde há longa data usada em medicina.Quando os primeiros sinais de envelhecimento aparecem um pequeno retoque pode ser suficiente para lhe devolver um rosto jovem. 

 

Plasma rico em plaquetas
O plasma rico em plaquetas é um produto obtido do próprio individuo; basta tirar sangue e prepara-lo de acordo com um protocolo bem definido. Desta forma torna- se um método seguro sendo certificado pela FDA – autoridade americana que controla este tipo de produtos. 

No plasma rico em plaquetas a concentração de plaquetas proporciona um aumento dos fatores de crescimento celular que por sua vez estimulam a proliferação e diferenciação das células epidérmicas, suportam a síntese de colagénio e promovem a síntese de matriz extracelular. As plaquetas interagem com células locais enviando sinais para a sua divisão, migração e proliferação. Desta forma conjugam-se vários fatores que permitem a formação de uma rede de fibrina tridimensional, com produção de fatores de crescimento, atração de macrófagos e as tão conhecidas “stem cells” que por diferenciação dão origem a todas as outras constituintes de uma pele nova e saudável. 

Neste momento conseguimos fazer de forma simples e segura a transferência autóloga de plasma rico em plaquetas para as seguintes situações: 

  • Rejuvenescimento da face, pescoço e mãos com diminuição das rugas e flacidez cutânea;
  • Tratamento de cicatrizes profundas nomeadamente do acne;
  • Tratamento da alopécia – queda de cabelo – especialmente em situações para as quais o tratamento convencional não surte efeito.


    Epilação e luz pulsada intensa

    Pelos no peito, abdómen, costas, pernas, orelhas, nariz e até na virilha é coisa do passado.
    Os homens cuidam-se cada vez mais e já faz parte do seu ritual diário a utilização de produtos e serviços que agora são vistos como essenciais. É nesta nova forma de estar de preocupação com a aparência e com a higiene pessoal que a depilação masculina ganha espaço. 

A opinião feminina está muito dividida, mas, cada vez mais preferem os “despelados” como David Beckham. 

Alguns homens procuram a depilação com o intuito de agradar às mulheres, mas após perceberem os benefícios, a depilação passa a ser um hábito. Os benefícios passam pela higiene, pelo conforto e pelo efeito estético. 

Com o avanço das tecnologias voltadas para a estética já é possível a depilação para todos os tipos de pele incluindo as mais pigmentadas. 

A luz é a palavra-chave. A energia é libertada em forma de luz, captada pela melanina (pigmento existente no pelo, que é responsável pela sua coloração) e tem o poder de destruir a capacidade do folículo de produzir novos pelos. Quanto mais escuro e grosso é o pelo, mais facilmente ele é removido. 

Se a intensidade do aparelho for muito alta e mal calculada para o tipo de pele algumas queimaduras podem acontecer, por isso deve-se escolher uma clínica onde é feita a avaliação antes do início do tratamento por um Dermatologista que define os parâmetros individualizados para cada pessoa. 

O tratamento tem em média 6 a 8 sessões, variando de caso para caso, já que em algumas zonas os pelos são removidos mais facilmente. O outono é a altura ideal para iniciar uma vez que não estamos expostos ao sol e até ao verão sentirá a verdadeira sensação de pele limpa e mais suave ao toque. 

 

Manchas da pele, o que fazer?
Cada vez aparecem mais casos de manchas cutâneas da face devido ao sol e também ao uso de alguns medicamentos que aumentam a sensibilidade da pele que se torna mais suscetível á pigmentação. 

É importante ressalvar e insistir que quem procura resposta a esta situação, procure ajuda especializada, porque também passou a ser bastante comum o aparecimento de manchas cutâneas derivadas ao mau uso de aparelhos de laser provocando queimaduras com consequências por vezes irreversíveis. 

Após a análise das suas manchas cutâneas o Dermatologista deverá explicar qual o tratamento ideal para a resolução do seu problema. O especialista tem os conhecimentos adequados para informar qual os cremes indicados e/ou tratamento Laser de acordo com a especificidade de cada caso. 

Hoje em dia os Lasers têm uma vasta utilização na Dermatologia com resultados excelentes. Os vários tipos de equipamentos existentes, como a luz pulsada intensa que é uma das mais conhecidas, conseguem tratar várias situações de aumento da pigmentação cutânea e inclusive as tatuagens. 

Estes procedimentos, após indicação médica, deverão ser realizados em grupos de 4 sessões com o espaçamento de 3 semanas. A avaliação médica é sempre contínua através da informação a cada tratamento dada pela pessoa que o realiza, para que seja ajustado a potência com vista a um melhor resultado final.

 

Dr. César Martins

Dermatologista na Policlínica Central da Benedita

Quinta, 25 de Março de 21