Cirurgia do Pé


Doutor Franz Walter Boensch, MD, PhD

Médico-Cirurgião, Especialista em Cirurgia do Pé

“As doenças dos pés podem ter um efeito devastador na qualidade de vida das pessoas, por isso a sua saúde é fundamental.”

 

Cirurgia do Pé

A Cirurgia do Pé é um componente importante da Cirurgia. É a subespecialidade médica que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento cirúrgico das doenças dos pés.

Os pés são uma obra-prima sofisticada do corpo humano, apesar da sua pequena dimensão. São os nossos pés que sustentam o corpo, suportam a nossa força, e dão-nos equilíbrio. São alicerces sólidos quando mantidos saudáveis.

A estrutura dos nossos pés é complexa, sendo cada pé composto por 28 ossos, 33 articulações, 20 músculos e mais de 100 ligamentos e tendões. Juntos, os dois pés contêm mais de um quarto de todos os ossos do nosso corpo.

Pés maltratados podem comprometer a saúde de todo o corpo, especialmente na coluna e articulações. Pisar mal pode vir a ser a causa de cefaleias, dores nas costas e problemas nas ancas e joelhos, especialmente quando combinamos estes fatores com excesso de peso.

As doenças dos pés podem ter um efeito devastador na qualidade de vida das pessoas, por isso a sua saúde é fundamental.

 

Cirurgia aos Joanetes

O joanete, referido na comunidade médica como Hallux Valgus, é atualmente uma das patologias mais comuns nos pés dos adultos. É uma doença progressiva, que se acentua com a idade e que se desenvolve cada vez mais cedo.

Os joanetes podem surgir por diversos motivos, desde fatores biomecânicos, genéticos, traumáticos e metabólicos. Aparecem muitas vezes associado a pés planos e pela flexibilidade excessiva dos ligamentos do antepé. O uso de calçado desadequado agrava a doença e são as mulheres quem mais sofre com este problema.

Quando os pacientes chegam à consulta, apresentam muitas vezes outras deformações nos dedos menores, como dedos em garra ou em martelo, calosidades e unhas encravadas.

A única forma de tratar os joanetes é através de cirurgia, que reestabelece o equilíbrio biomecânico dos pés.

 

Nos últimos anos, as cirurgias do pé e tornozelo evoluíram muito com a aplicação de novas técnicas mini-traumáticas, onde a recuperação é mais rápida e o pós operatório é menos doloroso. Os pacientes podem andar logo depois da cirurgia e retomar suas atividades normais em pouco tempo.

A cirurgia aos joanetes é realizada em regime ambulatório, isto é, o paciente não fica internado nem é necessária anestesia geral. É administrado um sonífero para os pacientes dormirem durante a intervenção e a cirurgia em si é feita através de um pequeno corte com anestesia loco-regional, minimizando a perda de sangue e o risco de infeções.

É uma cirurgia mini-traumática, o que torna o pós-operatório menos doloroso e a recuperação é mais rápida, mais confortável e mais segura para o paciente.

É um grande avanço comparativamente às cirurgias tradicionais. Os pacientes podem andar no próprio dia da cirurgia sem recurso a canadianas, usando apenas um sapato especial para proteger o pé operado.

 

Recuperação da Cirurgia

O tempo de recuperação da cirurgia aos joanetes varia entre 2 a 4 semanas, de acordo com o tipo de cirurgia realizada e gravidade da situação, no entanto, os pacientes podem andar após a intervenção usando o sapato pós-operatório, mas precisam ter alguns cuidados.

Na generalidade na primeira semana após a cirurgia o paciente não deve andar muito. Em casa pode movimentar-se à vontade, no entanto deverá manter o pé em repouso e elevado durante o maior tempo possível.

Cerca de duas semanas após a cirurgia o paciente é encaminhado para a fisioterapia para obter melhor flexibilidade no pé operado e regressar rapidamente às suas atividades diárias.

Quinta, 30 de Janeiro de 20