Vem aí o Verão: Proteja a Sua Pele


- É durante o Verão que a intensidade do Sol é maior.

- É  no Verão que nos expomos mais ao Sol  e que passamos mais tempo ao ar livre. 

- Em relação à exposição ao Sol  temos que ter em atenção os efeitos das radiações. 

- As  radiações ultra-violetas que fazem parte do espectro eletromagnético   solar  podem ser muito nefastas para a pele.  

- As radiações ultravioleta A (UVA) que causam a pigmentação da pele, com o efeito bronzeado, não queimam a pele, mas provocam alterações nas camadas profundas da derme.

- Os raios ultravioleta B (UVB) são muito perigosos e provocam a vermelhidão da pele e queimaduras.

- Há uma clara relação entre as queimaduras solares e  o risco de cancro da pele . O número de episódios de queimaduras e a precocidade na vida são os grandes riscos de vir a ter cancro de pele, de entre eles o mais letal é o melanoma maligno- cancro que está a aumentar e na idade jovem. 

- Daí a enorme importância de proteger as crianças do Sol e de ter cuidados acrescidos com as pessoas de maior vulnerabilidade. 

- A principal forma de prevenção é evitar a exposição direta ao Sol e usar as medidas de proteção .

 

EVITE A QUEIMADURA SOLAR 

As melhores e mais eficazes formas de proteção são:

- As sombras. Principalmente permanecer às sombras naturais.   

- O uso de vestuário adequado e cobrindo a maior parte do corpo e o uso de  chapéu.  

- O uso adequado de Protetor Solar e a reutilização do mesmo durante o tempo em que se está exposto ao Sol.    

 

Uso de protetor solar 

Os Protetores Solares combinam vários ingredientes que têm ação na proteção dos efeitos da radiação UV na pele humana . 

Escolha um Protetor Solar com  fator de proteção (SPF) de 30 ou superior - 15 a 20 minutos antes de se expor ao sol. Deve  aplicar o protetor em toda a superfície exposta  da pele. 

Muitos protetores garantem uma proteção diária de 8h após a adequada aplicação e em condições ideais, no entanto, deve ter-se o cuidado de  renovar a aplicação de 2 em 2 horas quando exposto na praia ou piscina e sempre que vai á água ou que se limpe com a toalha.  

 

Respeite o horário Solar 

A intensidade das radiações UV é maior no período do dia que vai do meio-dia às 16h. 

- Durante este período não deve permanecer ao Sol.

- É neste período que aumenta o risco de queimadura solar .  

- O risco de queimadura é maior junto a superfícies refletoras como o mar, piscinas, gotículas da água, a areia e em altas altitudes. 

 

Cuidados redobrados com as Crianças  

- Proteger a face, lábios, couro cabeludo e corpo.

- Uso de vestuário que cubra braços e pernas e uso de chapéu e óculos.

- Manter-se à sombra nas horas de maior intensidade solar - a designada `Hora Solar´.  

- Todas as crianças devem ter a pele protegida do sol.  

- Abaixo dos 6 meses não se devem expor os bebés à luz direta do Sol. Devem ter-se cuidados especiais durante as viagens de carro (o efeito da radiação solar é aumentado através dos vidros).

- As crianças devem ter os recreios e as atividades à sombra principalmente entre o meio-dia e as 16 horas. 

- A pele e a cabeça devem estar protegidas mesmo em dias encobertos.

- Usar Protetor Solar com proteção contra os UVA e UVB . 

- Deve ser aplicado nas áreas não protegidas pelas roupas – face, orelhas, pescoço e mãos. 

- Proteja ombros, costas e pescoço quando brincam – são as áreas mais sensíveis para queimaduras e escaldões. 

- Proteja os olhos com óculos de Sol com proteção UV. 

 

Grupos Especialmente Vulneráveis 

- Bebés e crianças

- Quem tenha sardas, com cabelos claros e ruivos e com olhos claros em qualquer idade 

- Quem tenha muitos sinais na pele 

- Pessoas albinas, imunodeprimidas ou que tomem medicação que aumente a fotossensibilidade

- Quem tenha tido anteriormente queimaduras solares ou escaldões ou outras reações de sensibilidade  

- Pessoas que tenham tido cancro da pele 

- Pessoas com história de cancro da pele na  família

- Pessoas submetidas a certas medicações, nomeadamente terapêutica, imunossupressoras, hipoglicemiantes (medicamentos para os diabéticos para baixar a glicémia), diuréticos, etc 

- Quem tenha reações de sensibilidade ou alergias de pele, tais como rosácea, eczemas, urticária, doenças auto-imunes

 

Especial - Jovens

- Em todo o mundo são os jovens que se expõem durante mais horas ao Sol e em consequências apanham mais escaldões.

- Repetidas queimaduras – o vulgar escaldão são risco de cancro da pele.  

- A excessiva exposição às radiações UV são a maior causa de cancro da pele melanoma e não-melanoma.

- A excessiva radiação afeta a elastina cutânea provocando um envelhecimento prematuro.

 -A proteção adequada não só protege contra os escaldões como contra os efeitos do fotoenvelhecimento.    

 

Em caso de queimadura solar 

- No caso de queimadura solar, esteja atento para que não volte a acontecer. Atenção, o risco de ter melanoma aumenta muito.  

- Em caso de queimadura aguda, escolha um lugar fresco, refresque a pele, pode usar compressas de água fresca e não volte a expor-se. Aumente a hidratação oral. 

- Se se mantiverem sinais inflamatórios durante as horas seguintes, a queimadura necessita de cuidados médicos.

 

Proteja os olhos da radiação UV  

- Para proteger os olhos da radiação solar, deve escolher óculos com lente que bloqueiem a 100% os UV. 

- Os olhos precisam de ser protegidos mesmo nos dias enevoados.

- A exposição excessiva aos UV provocam danos muito graves, para além das cataratas, que tendem a surgir em idades cada vez mais precoces.     

- São de risco acrescido as pessoas com profissões no exterior ou quem passa muito tempo ao ar livre com exposição solar.

- Tome atenção à informação meteorológica sobre a intensidade diária dos UV.

 

Por

Dra. Fátima Lorvão

Médica de Medicina Geral e Familiar na Policlínica da Benedita

Terça, 04 de Junho de 19